Como se toma?

A forma mais comum é tomar um comprimido de Truvada® todos os dias. Com este esquema a proteção contra o VIH é de praticamente 100%. Ainda assim quando tomada apenas 4 vezes por semana confere uma proteção superior a 95%. Num estudo francês (Ipergay) demonstrou-se que o comprimido também pode ser tomado de forma intermitente, sempre que se prevê uma situação de risco, por exemplo: se se antevê uma relação sexual de risco devem ser tomados 2 comprimidos no dia anterior (até 2 horas antes da relação sexual), um comprimido a seguir e outro comprimido um dia depois. Esta pode ser uma forma de PrEP (PrEP intermitente) igualmente eficaz, caso seja possível prever com antecedência relações sexuais. Existem diferentes modos de utilizar a PrEP, dependendo das práticas sexuais. Para proteção no sexo vaginal é preciso tomar PrEP todos os dias e é necessário tomar durante 2 semanas (idealmente 3) até se atingirem níveis protetores de PrEP no organismo. Isto acontece porque a impregnação da PrEP nos tecidos vaginais não é tão rápida como no ânus ou no reto.

PrEP diária

Tomar PrEP todos os dias assegura que existem níveis sanguíneos protetores do medicamento, 24 horas por dia e 7 dias por semana. Isto significa que não é necessário planear a toma da PrEP ou quando se tem relações sexuais. Para quem tem relações sexuais pelo menos uma vez por semana, a PrEP diária é a melhor opção. A PrEP diária também permite alguma flexibilidade, uma vez que se, ocasionalmente, falhar uma dose, isso não deverá interferir significativamente no nível de proteção que ela confere.

  • Quando se está a iniciar a toma de PrEP diária e se prevê uma relação de risco nos dias seguintes, é melhor começar com uma dose dupla (2 medicamentos de uma só vez).

  • No caso do sexo anal, 7 tomas diárias asseguram já um alto grau de proteção.

  • No caso do sexo vaginal são necessárias tomas diárias, 7 dias por semana, durante 2 semanas.

PrEP intermitente

Para aqueles que não querem tomar PrEP todos os dias, existe a PrEP intermitente, que se toma nos períodos de risco. Esta pode ser uma opção quando raramente se tem sexo sem preservativo e se consegue antecipar quando isso vai acontecer. A PrEP intermitente não está recomendada nas pessoas infetadas pelo vírus da hepatite B.
A PrEP intermitente é mais barata e poderá acarretar menos riscos de problemas renais e ósseos. Ela é muito eficaz, no entanto a toma de 2 comprimidos antes da relação sexual é muito importante e não deve ser esquecida.

 

Como se toma a PrEP intermitente:

  • 2 comprimidos antes da relação sexual. Idealmente esta toma deve ser feita 24 horas antes, embora tomas até 2 horas antes sejam eficazes.

  • Tomar 1 comprimido 24 horas depois.

  • Tomar outro comprimido 48 horas depois.

 

Esta forma de PrEP intermitente não deve ser utilizada por mulheres cisgénero que praticam sexo vaginal. Também ainda não existe evidência forte em relação às mulheres trans que praticam sexo vaginal. A PrEP diária é a mais eficaz em qualquer um dos casos.​ Não existem estudos com homens trans que tomam testosterona e praticam sexo vaginal. O uso a longo prazo de testosterona causa alterações celulares nos tecidos vaginais. Não sabemos se isso afeta o risco de infeção pelo VIH ou a eficácia da PrEP.

aqui exemplos reais de PrEP intermitente.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now